Foto 1 - Felipe Barros (1)

Construtora retoma obras do Residencial Vilaggio Ambuitá

Com apoio da Prefeitura, empreendimento irá beneficiar 181 famílias de Itapevi

No dia 15 de maio, a construtora, Construquali Ltda. assinou contrato para finalizar as obras do conjunto habitacional Residencial Vilaggio Ambuitá, na Rua Emílio Lehmann, 678, em Ambuitá. O documento foi assinado em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF), e o equipamento deve ser entregue em aproximadamente 12 meses.

O projeto prevê a construção de oito torres, cada uma com cinco andares, em um total de 181 unidades habitacionais. Na última sexta-feira (13), técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Itapevi e da CEF se reuniram na sede da Prefeitura, na Vila Nova Itapevi, para discutir a retomada efetiva das obras do empreendimento.

“Essa é uma ótima notícia para todos nós, já que o empreendimento vai beneficiar centenas de itapevienses com um novo lar, reduzindo o déficit habitacional e melhorando a qualidade de vida na nossa cidade”, diz o prefeito Igor Soares.

Iniciada em fevereiro de 2015, a obra foi paralisada em julho de 2016, devido a entraves processuais com a antiga construtora, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Itapevi. A Caixa Econômica Federal (CEF), então, licitou e contratou uma nova empresa para dar prosseguimento às obras.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação, é responsável por cuidar da demanda social, isto é, realizar a análise e solicitar atualização do cadastro habitacional dos moradores de Itapevi, acompanhar processos junto aos sorteados, visitas e reunião com as famílias beneficiadas.

Andamento

Neste instante, a construtora analisa o status da obra. As torres dos blocos 1 e 5 já estão praticamente prontas. Estão sendo revistas as condições dos pisos, pequenos reparos, forros, parte elétrica, hidráulica dos demais prédios, falta também acabamento e estrutura externa de jardinagem e rampas de acessibilidade.

“Todas as torres já estão de pé. É preciso verificar as condições de edificação em si. Depois, técnicos da Caixa fazem novas vistorias para liberação de novas etapas de andamento das obras”, explica Marcos Toledo, secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Itapevi.

O empreendimento tem apartamentos de dois dormitórios com tamanho de 46m², com sala, cozinha, área de serviços, banheiro e dois quartos. A construtora analisa a possibilidade de construir uma vaga de estacionamento para cada unidade entregue.

Beneficiários

As 181 famílias que deverão ser beneficiadas já foram sorteadas desde 2015, tendo seus cadastros aprovados pela CEF e pelo programa Casa Paulista.

São famílias com renda conjunta de até 1,8 mil mensais, residentes há pelos menos três anos na cidade e cadastradas no CadÚnico (Cadastro Único), do Governo Federal. Elas também têm de participar das reuniões e encontros promovidos pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação.

“Essas são pessoas que nunca obtiveram benefícios habitacionais dos governos estadual e federal. É importante que essas pessoas já sorteadas mantenham seus dados atualizados para continuar participando do processo até o recebimento das chaves”, explica a assistente social da Habitação, Selma Mendes Ronqui.

Os imóveis não são gratuitos. Cada família beneficiada pagará um percentual proporcional à sua renda. “Até o momento da assinatura do contrato, todas as famílias passam por análises permanentes para verificar se realmente se enquadram nos parâmetros exigidos pelo perfil do programa”, reforça Selma.

Dos 181 apartamentos, 12 deles são destinados para idosos (3% do total das unidades entregues) e pessoas com deficiência (3%). O residencial também contará com área de lazer e corredores com rampa de acessibilidade.

Foto: Pedro Godoy – Ex Libris/PMI

Legenda: Itapevi acompanha obras do Residencial Vilaggio Ambuitá



Artigos relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *