Operação Cata Bagulho recolhe materiais em desuso em Itapevi

18.06 Operação Cata Bagulho Itapevi Operação Cata Bagulho recolhe materiais em desuso em Itapevi Operação Cata Bagulho recolhe materiais em desuso em Itapevi 18Em uma ação buscando uma sociedade sustentável e uma cidade mais limpa, a Prefeitura de Itapevi tem dado continuidade às atividades da “Operação Cata-Bagulho” no município.

O caminhão da operação percorre diariamente as ruas da cidade recolhendo utensílios que os munícipes deixam para reciclagem nas calçadas. Objetos recolhidos são encaminhados a cooperativas para reciclagem.

Entre os materiais em desuso que são coletados estão sofás, colchões, camas, pneus, geladeiras, armários e fogões que após serem recolhidos são separados por tipo e repassados à Cooperativa de Catadores de Material Reciclável, que encaminha às empresas de reciclagem. Vale ressaltar que restos de obras de construções (entulho) não são recolhidos pelos agentes.

A Secretaria do Meio Ambiente constantemente alerta a população sobre os riscos de se jogar entulhos em córregos e áreas públicas da cidade. Além de obstruir as vias pluviais, podendo causar inundações, os objetos podem armazenar água e aumentar o risco da proliferação do mosquito da Dengue e outras doenças.

Diariamente, dezenas de pessoas trabalham recolhendo os materiais que são enviados a um galpão da Prefeitura onde é realizado o processo de separação e envio para a reciclagem. De acordo com a pasta, parte dos pneus recolhidos é utilizada por algumas empresas para artesanato e recapeamento, e itens como madeira também são destinados para produção de biomassa.

Ainda de acordo com a pasta, o caminhão que recolhe os materiais circula diariamente pela cidade e não é necessário o agendamento na sede da Secretaria.

Vale lembrar que o depósito ou descarte de entulho em lugares públicos e próximos a rios e córregos é crime no município de acordo com a Lei Complementar 70/2013.

A pena pra quem é flagrado é uma multa e a apreensão do veículo, inicialmente, por 10 dias. No caso de reincidência – infração cometida pelo mesmo condutor no período de 2 anos – serão 20 dias e, para duas ou mais ações reincidentes o número sobe para 30 dias.

Jornalista responsável: Catherine Mello
Fotolegenda: Victor Bustamante/ PMI

Print Friendly, PDF & Email Operação Cata Bagulho recolhe materiais em desuso em Itapevi Operação Cata Bagulho recolhe materiais em desuso em Itapevi printfriendly pdf button nobg


Artigos relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *