Canalização de rio e córregos de Itapevi é tema de audiência pública

25-01 audiência pública macrodrenagem capaObras Canalização de rio e córregos do município deverão se estender por quarenta meses e terão por objetivo acabar com enchentes nas regiões atendidas.

“A canalização de trecho do rio Barueri-mirim deverá ser iniciada após a conclusão do projeto executivo de macrodrenagem, que tem previsão inicial para o mês de abril”, afirmou o prefeito Jaci Tadeu da Silva, durante audiência pública nesta terça-feira (22), no CEMEB Bemvindo Moreira Nery, na Cohab. O encontro com dezenas de moradores de diversos bairros teve por objetivo apresentar detalhes do projeto que irá acabar com o drama das enchentes em Itapevi.

http://www.facebook.com/media/set/?set=a.452385268160864.117479.169007049832022&;type=1

As ações – que contemplam ainda a canalização dos córregos Ribeirão do Sapiantã e Paim, bem como a implantação de três piscinões de retenção de águas e construção de passagens de veículos e pedestres – são frutos de amplos trabalhos realizados pela equipe técnica comandada pelo atual prefeito desde 2006, quando ainda atuava à frente da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente da Prefeitura.

“Desde aquela época nós buscamos alternativas para a questão das enchentes mas, na maioria das vezes, obtínhamos recursos para obras paliativas ou de pequeno porte. Vimos que era preciso um amplo projeto que atendesse a cidade de uma forma mais completa, algo que somente está sendo possível com a adesão do município ao PAC 2 (Plano de Aceleração do Crescimento) do Governo Federal”, explicou Jaci.

As obras de macrodrenagem serão custeadas a partir de R$ 96,9 milhões em recursos disponibilizados pela Caixa Econômica Federal, conforme o andamento dos serviços. “Trata-se de um crédito que a Prefeitura possui com a Caixa, que paga diretamente às empresas responsáveis pelas obras, conforme elas vão avançando as etapas do projeto”, esclareceu o prefeito, que esteve acompanhado dos secretários José Americo Pereira Leite (Planejamento), Evangelista Limas (Meio Ambiente), Walter Hasegawa (Desenvolvimento Urbano), Francisco Abreu (Habitação), Joaquim Henrique (Esportes e Lazer) e Argemiro Lage (Obras e Serviços).

De acordo com o secretário José Americo, as obras deverão ser realizadas em três grandes etapas em um tempo previsto de 40 meses. “Existia a possibilidade de realizar a drenagem do rio Barueri-mirim e dos córregos ao mesmo tempo, para que fosse terminada mais rapidamente. No entanto, como são obras gigantescas, que influenciam no trânsito da cidade, optamos por realizar a drenagem em uma via fluvial por vez”, explicou.

A primeira etapa, segundo o secretário, é a drenagem do rio Barueri-mirim, a partir da divisa com o município de Jandira, em direção ao viaduto José dos Santos Novaes, passando pelos bairros Jardim Vitápolis, Jardim Dona Elvira e Cidade Saúde. “Nesta região, mais propriamente no Jardim Dona Elvira, será implantado um piscinão para acúmulo de águas pluviais. Aliada a canalização deste trecho do rio, a passagem das águas será facilitada, acabando com o risco de inundações na região”, disse Americo. Na sequência, os trabalhos serão realizados nos córregos Ribeirão do Sapiantã (entre o Jardim Santa Rita e a Cohab) e Paim (da altura do Parque Santo Antônio até o Parque Suburbano, na divisa com o município de Cotia).

Presente à audiência, o presidente da Câmara de Vereadores, Paulo Rogiério de Almeida (Prof. Paulinho), elogiou o trabalho realizado pela Prefeitura, salientando o apoio do Legislativo às ações. “Este projeto, muito bem elaborado pela equipe do prefeito Jaci Tadeu e da ex-prefeita Dra. Ruth, é nobre e envolve a cidade inteira. Por esta razão, terá todo nosso apoio e participação em todas as etapas”, afirmou o presidente, que estava acompanhado dos vereadores Anderson Cavanha (Bruxão do Táxi), Antonio Carlos de Paulo (Toni), Alexandre Rodrigues, José Lemes Jorge (Jorge da Farmácia), Cláudio Lopes (Tico), Inácia Nunes e Camila Godói.

Fotolegenda: Divulgação/PMI

1 – Jaci Tadeu falou sobre o projeto de macrodrenagem durante audiência
2 – População tirou dúvidas junto às autoridades municipais

25-01 audiência pública macrodrenagem 1

25-01 audiência pública macrodrenagem 2

Print Friendly, PDF & Email


Artigos relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *