praia

Igor Soares propõe medidas para melhorar acessibilidade nas praias paulistas

Deficientes físicos poderão usufruir as praias paulistas com maior facilidade se a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovar o Projeto de Lei 1506/2015, de autoria do deputado estadual Igor Soares (PTN). A proposta visa a implantação de caminhos ou recursos para garantir a acessibilidade entre a praia de areia até o nível do mar.

As alternativas previstas no projeto são por meio de esteira para passagem dos deficientes, decks de madeira, caminhos de alvenaria ou ladrilho e ainda por meio de cadeiras anfíbias, utilizadas para transporte na areia.

“Devemos promover a acessibilidade, tanto para deficientes físicos quanto para idosos, em todo o Estado. Para trabalhar ou fazer compras e até mesmo nos momentos de lazer o acesso dever ser garantido a todos, inclusive nas praias, locais de destaque no turismo brasileiro”, defendeu Igor Soares.

O deputado enfatiza ainda que para a execução da proposta, o Estado deverá firmar parcerias com as prefeituras e realizar estudos para que exista o menor impacto ambiental possível.

“No Projeto de Lei consta inclusive a opção da cadeira anfíbio, onde é possível trafegar pela areia da praia sem a mesma dificuldade que teria com a cadeira tradicional. Há opção também dos decks móveis, feitos de plástico ou madeira, que podem ser retirados quando necessário. Queremos possibilitar a acessibilidade sem prejudicar o meio ambiente”, destacou.

A acessibilidade em praias por meio de esteiras já é realidade em cidades no exterior, como em Barcelona, na Espanha. No Brasil, algumas praias no nordeste já contam a cadeira anfíbio. “Por ser o estado mais rico da federação, podemos e devemos garantir meios para que todos tenham acesso ao litoral paulista”, defendeu Igor Soares.

A Comissão de Justiça e Redação da Assembleia já apresentou voto favorável à iniciativa do deputado Igor Soares.



Artigos relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *